Natal

O Rotary Club de São José dos Campos Satélite deseja a todos os amigos e familiares um FELIZ NATAL TODO DIA!


Natal Todo Dia

Roupa Nova

Um clima de sonho se espalha no ar
Pessoas se olham com brilho no olhar
A gente já sente chegando o Natal
É tempo de amor, todo mundo é igual
Os velhos amigos irão se abraçar
Os desconhecidos irão se falar
E quem for criança vai olhar pro céu
Fazendo pedido pro velho Noel
Se a gente é capaz de espalhar alegria
Se a gente é capaz de toda essa magia
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia
Se a gente é capaz de espalhar alegria
Se a gente é capaz de toda essa magia
Eu tenho certeza que a gente podia
Fazer com que fosse Natal todo dia
Um jeito mais manso de ser e falar
Mais calma, mais tempo pra gente se dar
Me diz porque só no Natal é assim
Que bom se ele nunca tivesse mais fim
Que o Natal comece no seu coração
Que seja pra todos, sem ter distinção
Um gesto, um sorriso, um abraço, o que for
O melhor presente é sempre o amor

Se pudéssemos desejar algo grande..., que pudesse transformar para melhor a vida das pessoas..., em nossas preces pediríamos: Permaneçam com  este espírito Natalino todos os dias de todos os anos de vossas vidas! 

Companheirismo

Um aspecto marcante no Rotary é o companheirismo!  Eventos onde o mais importante é promover a amizade, o bem estar, a reunião familiar, a troca de idéias, de experiências, de fatos vividos, de realizações do Clube. Uma comunhão de pensamentos que revelam um pouco mais da riqueza interior de cada pessoa, que convivemos o ano inteiro, e que nestas oportunidades podemos desfrutar destes momentos com muita intensidade.
E desta vez, o Co. Vicente e sua Esposa Lu, cederam seu aconchegante lar para que pudessemos nos reunir. Ainda   fomos presenteados com uma deliciosa comida Alemã: EISBEN, preparado pelo  Co. Rubial, nosso glorioso Gourmet.
E para completar a festa, convidamos uma dupla sertaneja nossos amigos, para cantar modas de violas lá do baú, que inspiraram poetas e continuam nos emocionando com letras que revelam a simplicidade e sabedoria do homem do campo.
 Ai estão algumas fotos para todos curtirem, se recordarem, e se lamentarem (para aqueles que perderam)


uma deliciosa palhinha da nova integrante do Rotary: Ca. Leowercy (Lola) e do nosso cantor Co. Sidnei Rett
Momento de oração e agradecimento, feita pelo nosso convidado especial: Tenente Antero (PM)

Nossos mestres cucas: Cos Edézio e Rubial
Mais fotos do evento

Visita Oficial do Governador do Distrito 4.600

Atendendo a solicitação de Rotary International,  convidamos a todos para prestigiarem a visita do Governador do Distrito 4.600, Co. José Maria Cruz e sua esposa Therezinha Viceconti Cruz, numa festa  conjunta entre os Clubes de Rotary: São José dos Campos Jardim Paulista e São José dos Campos Satélite.

Convidamos a todos para presenciar um belo encontro de amigos, de idéias que se entrelaçam, de braços que se unem  em prol de uma causa maior: O ideal de servir!

PROFISSÕES DO FUTURO


Fonte: vestibular.brasilescola.com/profissoes-futuro

A PROVA QUADRUPLA, CONTADA POR SEU CRIADOR

O Relato abaixo contado por seu criador, o rotariano Herbert J. Taylor, nos idos de 1932, precisa e merece ser publicado, pois nos mostra o quão importante são as quatro perguntas a qualquer rotariano em seu âmbito profissional. Apesar de ter sido criada naqueles tempos, ela mostra-se atual e pertinente ao dia-dia de todo rotariano.


Em 1932, fui encarregado pelos credores da Club Aluminum Company, da qual passei a presidir, de evitar a falência e conseqüente fechamento da empresa.
Atuava a mesma como distribuidora de utensílios de cozinha e de outros artigos para uso doméstico.
A empresa devia na época uma importância superior a US$400.000 além de seu próprio ativo total.
Ou seja: ESTAVA QUEBRADA mas ainda sobrevivia.

Nessa ocasião, um banco de Chicago emprestou-nos US$6.100, parcos recursos com os quais deveríamos prosseguir operando.
Conquanto tivéssesmos um bom produto, nossos competidores também comercializavam com material de excelente qualidade e de marcas largamente anunciadas.

Nossa empresa dispunha de ótimos empregados, mas a concorrência igualmente os possuía.
E, além disso, se achavam, naturalmente, em condições econômicas muito mais sólidas do que a nossa.

Com tremendos obstáculos e desvantagens a enfrentar, sentimos a necessidade de criar em nossa organização algo com que os competidores não contassem em idênticas proporções.
Decidimos, então, que teria de girar em torno do carater, da noção do dever e do espírito de servir do nosso pessoal.

Começamos por selecionar cuidadosamente os nossos colaboradores e, em seguida, ajudá-los a se tornarem melhores homens e mulheres, à medida que avançassem nas suas carreiras.
Acreditávamos na "força da razão" e resolvemos tentar o máximo para que estivesse ela sempre do nosso lado.

A indústria em que trabalhávamos, como acontecia com várias outras, tinha um código de ética, mas este era muito longo e quase impossível de ser memorizado e, portanto, impraticável.
Concluímos, assim, que precisávamos de um padrão simples para avaliar a correção de nossa maneira de proceder e que todos na empresa pudessem rapidamente lembrar-se.

Entendíamos que o texto proposto não deveria apontar aos nossos empregados o que lhes competia fazer, porém dirigir-lhes perguntas que lhes facilitassem verificar se os seus planos, normas e ações estavam certos ou errados.
 

Havíamos procurado nas publicações disponíveis uma medida de ética curta mas não conseguimos encontrar uma satisfatória.
Um dia, em julho de 1932, resolvi pedir uma luz divina. Comecei a orar...
Naquela manhã, debrucei-me sobre a minha escrivaninha e pedi a Deus que nos ajudasse a pensar, falar e fazer o que fosse certo.

Imediatamente peguei um cartão em branco e escrevi "A Prova Quádrupla" do que nós pensamos, dizemos ou fazemos, assim:
1 - É a Verdade:
2 - É justo para todos os interessados:
3 - Criará boa vontade e melhores amizades?
4 - Será benéfico para todos os interessados?

Coloquei esse pequeno elenco de perguntas sob o vidro de minha mesa de trabalho e deliberei ensaiá-la por alguns dias, antes de abordar o assunto com qualquer funcionário da empresa.
O resultado foi deveras desencorajador.
Por pouco não lancei-a na cesta de lixo.

Logo no primeiro dia quando comparei tudo que passou "É a verdade?" Nunca me havia, até então, percebido de quanto estava freqüentemente afastado da verdade e do número de inexatidões que figuravam nos documentos, cartas e propaganda da empresa.

Depois de cerca de dois meses de um sincero e constante empenho de minha parte, eu estava completamente convencido de seu valor e, ao mesmo tempo, imensamente humilhado, e às vezes desanimado, com o meu próprio desempenho como presidente da empresa.
 

Tinha, entretanto, progredido bastante naquele propósito de respeitar o teste para julgar-me autorizado a mencioná-lo a meus associados.
Discuti-o com os quatro chefes de departamento,que curiosamente, eram de quatro religiões ou crenças distintas: um era católico, o segundo cristão cientista, o terceiro judeu ortodoxo e o quarto presbiteriano.
Indaguei a cada um deles se notava algum detalhe na Prova Quádrupla contrário à doutrina e aos ideais de sua particular devoção.

Todos concordaram que o culto da veracidade, eqüidade, amistosidade e prestimosidade não só se ajustava a seus princípios mas que, se permanentemente observados nos negócios, essas virtudes lhes asseguravam maior sucesso e aperfeiçoamento.
 

Anuíram então em averiguar se os planos, normas, informes e publicidade do estabelecimento se enquadravam aos ditames da Prova Quádrupla.
Posteriormente, pediram eles que o pessoal decorasse e adotasse em suas relações com os demais.
 

A investigação da linguagem dos nossos anúncios, à luz da Prova Quádrupla, resultou na eliminação de expressões cuja autenticidade não podia ser demonstrada. Superlativos como "o melhor", "o maior", "o único", desapareceram de nossa propaganda.
Como conseqüência, o público gradativamente passou a depositar crescente fé que declarávamos nos anúncios e a comprar mais das nossas mercadorias.

O uso ininterrupto da Prova Quádrupla levou-nos a alterar nossa orientação atinente às relações com os competidores.
Abolimos de nossa literatura e reclames quaisquer comentários adversos ou prejudiciais aos produtos da concorrência.

Quando se oferecia uma oportunidade de elogiar nossos colegas não hesitávamos em fazê-lo.

Assim, conquistamos sua consideração, respeito e amizade.
A obediência aos preceitos da Prova Quádrupla no trato com nossos empregados, fornecedores e clientes garantiu-nos a sua estima e boa vontade.

Aprendemos que a afeição e confiança daqueles com quem nos associamos são essenciais ao êxito duradouro dos negócios.
Graças ao leal esforço dos nossos servidores por mais de vinte anos, atingimos com firmeza os alvos a que a Prova Quádrupla se propunha atingir.

Fomos recompensados com um contínuo aumento de nossas vendas e lucros, das quais, passaram a participar desta remuneração todos os funcionários da empresa.
 

Falida em 1932, conseguimos, em poucos anos, saldar todas as dívidas da firma, e ainda recompensamos os acionistas com o pagamento de mais de um milhão de dólares em dividendos.
De uma dívida de US$400.000, atingimos um ativo superior a US$2.000.000 (dois milhões de dólares).
 

Todos esses resultados se originaram de um investimento inicial de apenas US$ 6.100, da observância da Prova Quádrupla e do labor intenso de algumas dedicadas criaturas que acreditaram na bondade divina e atuaram sob a inspiração de elevados ideais.
 

Os dividendos intangíveis, derivados da adoção da Prova Quádupla, são ainda mais significativos do que os financeiros.
Vimos crescer, a nosso favor, a boa vontade, a estima e a confiança dos clientes, dos concorrentes e do público em geral e, o que é mais valioso, assinalamos um grande aprimoramento dos predicados morais do nosso corpo de funcionários e empregados.

Descobrimos que a Prova Quádrupla podia ser aplicada a todas as modalidades de contatos, no setor dos negócios, no curso da própria vida doméstica, social e cívica.
E, dessa forma, passamos a ser melhores pais, melhores amigos e melhores cidadãos.

Seja Bem vindo ao Rotary Club São José dos Campos - Satélite

Rotary Club é definido como um clube de serviços à comunidade local e mundial sem fins lucrativos, não é secreto, nem filantrópico ou social. É uma organização de líderes de negócios e profissionais, que prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões, e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo.

Este blog  serve como nosso "cartão de visitas" on-line a todos que desejam conhecer um pouco mais do nosso trabalho. Destina-se a divulgar nossa agenda, trabalhos e eventos que foram realizados, bem como servir de canal de contato com a nossa comunidade.

Também disponibilizamos espaço publicitário para empresas que desejam se cadastrar no programa "Empresa Cidadã", a exemplo da empresa DotCell, como mais uma forma de levantamento de fundos e integração com o empresariado da região. Para mais detalhes, envie-nos uma mensagem: Procure do lado direito do blog, na parte inferior, a sessão: Envie uma mensagem para o Rotary


20 Razões para ser Rotariano:   ( Rotary International Brazil Office)

1. Amizade
Em um mundo cada vez mais complexo, o Rotary satisfaz a uma das necessidades mais básicas dos seres humanos: a de companheirismo. Esta é uma das duas razões pelas quais o Rotary foi fundado em 1905.

2.Contatos Profissionais
Este foi o segundo motivo do surgimento do Rotary. Toda pessoa precisa de uma rede de contatos. O Rotary representa um corte transversal das profissões de uma comunidade, pois os rotarianos estão envolvidos em todos os ramos comerciais e profissionais, e ajudam-se uns aos outros.

3. Crescimento Pessoal
O envolvimento com o Rotary favorece o crescimento pessoal na área de relações humanas

4. Experiência em Liderança
O Rotary é uma organização que congrega líderes e pessoas de sucesso. Servir em cargos rotários é sinônimo de maior experiência em liderança. A pessoa aprende como motivar, influenciar e liderar aqueles que já são líderes

5. Atuação Cívica na Comunidade
A ligação com um Rotary Club torna seus sócios melhores cidadãos. Tipicamente, o Rotary Club congrega as pessoas mais atuantes de uma comunidade

6. Informação Atualizada
As reuniões semanais de um Rotary Club procuram manter os sócios atualizados sobre o que está acontecendo na comunidade, no país e no mundo. Discutem-se temas variados apresentados por palestrantes convidados

7. Diversão
O Rotary também oferece diversão. Todas as reuniões semanais, projetos de clube e atividades sociais e o serviço são interessantes e divertidas. Além disso, prestar serviços também é divertido

8. Oratória: Muitas pessoas que ingressam em nossa organização têm receio de falar em público. O Rotary permite excelente experiência em oratória, fortalecimento da autoconfiança e aproveitamento de oportunidades no campo da comunicação

9. Cidadão do Mundo
Todo rotariano usa um distintivo que diz: “Rotary International” e é bem recebido e incentivado a participar das reuniões de mais de 30.000 clubes e 165 países e regiões geográficas. São poucos os lugares do mundo que não contam com um Rotary Club. No Rotary fazemos amigos na comunidade local e mundial

10. Assistência durante Viagens
Como existem Rotary Clubs em tantos lugares, com muita freqüência rotarianos que precisavam de médico, advogado, hotel, dentista, conselho, etc., durante alguma viagem conseguiram ajuda através do Rotary

11. Entretenimento
Todo clube organiza reuniões e atividades de entretenimento, as quais são muito importantes para trazer diversão às nossas ocupadas vidas profissionais ou de negócios. No Rotary são organizadas conferências, convenções, assembléias e institutos que, além de informação, orientação e serviço rotário, também oferecem distração

12. Melhoria das Habilidades Sociais
Todas as semanas, e em vários tipos de reuniões e eventos, o Rotary aperfeiçoa nossas personalidades e habilidades interpessoais, oferecendo ambiente ideal para pessoas que gostam de sociabilizar

13. Programas Familiares
O Rotary oferece um dos mais abrangentes programas de intercâmbio de jovens do mundo, patrocina clubes em escolas secundárias e universitárias para os futuros rotarianos, programas e associações de cônjuges, bem como grande variedade de atividades úteis que difundem valores fundamentais às famílias de rotarianos

14. Conhecimentos Profissionais:  Espera-se que todo rotariano envolva-se com a melhoria de sua profissão ou ocupação, sirva em comissões de serviços profissionais e participe da divulgação de sua profissão entre os jovens. Os rotarianos procuram conseguir que todos sirvam sempre da melhor maneira através de nossas profissões, sejam elas no ramo da medicina, educação, etc

15. Valores Éticos:  Os rotarianos aplicam em todas as suas atividades a Prova Quádrupla, a qual reflete seus padrões de ética. Espera-se que os sócios atuem eticamente em suas profissões e relacionamentos pessoais

16. Conscientização Cultural:  Encontramos representadas no Rotary, mundialmente, quase todas as religiões, culturas, raças, nacionalidades e crenças políticas. Em nosso meio encontram-se os cidadãos de maior destaque dos mais variados campos do conhecimento humano. Os rotarianos entram em contato com outras culturas e anseiam por trabalhar e ajudar as pessoas de todos os lugares. Conseqüentemente, tornam-se melhores cidadãos em seus próprios países

17. Prestígio:  Os rotarianos são pessoas de prestígio: líderes de negócios, profissionais, artísticos, governamentais, esportivos, militares, religiosos e muitos outros. O Rotary é a associação de clubes dedicada à prestação de serviços mais antiga e prestigiosa do mundo. Em suas fileiras encontram-se executivos, diretores e profissionais de destaque, ou seja, pessoas de influência acostumadas a tomar decisões

18. Pessoas Agradáveis:  Acima de tudo, os rotarianos são pessoas agradáveis. São indivíduos que crêem que o valor de cada um reside em ter bom coração e não no destaque pessoal

19. Ausência de um Credo Oficial:  Pelo fato do Rotary International não ter caráter político ou religioso, não possuímos nenhum credo oficial. Somos uma sociedade aberta, integrada por homens e mulheres que acreditam no valor da ajuda ao próximo.

20. Oportunidade para Servir:  Rotary é formado por clubes dedicados à prestação de serviços. Seu interesse máximo é a humanidade, seu produto de maior valor é a dedicação ao servir. Os melhores motivos para tornar-se rotarianos são a oportunidade de ajudar nossos semelhantes e o bem-estar que resulta de nossas ações

Fonte: http://www.rotarytaquara.org.br/

Outubro - Mês dos Serviços Profissionais

Rotary é uma organização de líderes de negócios e profissionais, que prestam serviços humanitários, fomentam um elevado padrão de ética em todas as profissões, e ajudam a estabelecer a paz e a boa vontade no mundo.


Em  outubro comemoramos o Mês dos Serviços Profissionais,  e nada mais justo  do que reconhecermos os  profissionais que fizeram a diferença em nossa comunidade. 

Escolhemos a profissional Sibéria Regina de Carvalho por se destacar como orientadora  pedagógica num país tão carente de profissinais qualificados na área de Educação

O motivo da homenagem se justifica facilmente quando analisamos seu  "Curriculum Vitae":  
  • 26 anos de trabalho na Rede Estadual de Ensino
  • Professora da Rede Municipal de Ensino há 18 anos
  • Orientadora Pedagógica na EMEF Profª Rosa Tomita  há 8 anos. 
  • Cursou a pós graduação em Psicopedagogia clínica e escolar na UNIVAP
  • Mestre em Semiótica, Tecnologias da Informação e Educação pela Universidade Braz Cubas
  • Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP.




IGE- Intercâmbio de Grupos de Estudos

Dia  25 de outubro de 2011, na Casa da Amizade de São José dos Campos, em reunião conjunta com o Rotary Club São José dos Campos Sul, recebemos os integrantes do IGE da República Tcheca e Eslováquia, pertencentes ao Distrito 2240 de Rotary International
Da esquerda para a Direita:  Robert (Arquiteto)   Thomás (Líder do Grupo. Profissão: Tecnologia da Informação)  Matej(Indústria Automotiva) Martin (Indústria Automotiva)  Peter(Tecnologia da Informação)

Thomas Holub - Líder do Grupo de IGE
Na 5a. feira, acompanhamos o grupo em São Paulo, onde visitamos o Centro Histórico, as mediações da Bovespa, 25 de Março, Mercado Municipal (onde os integrantes do IGE se deliciaram com as frutas tropicais e os famosos lanches de mortandela e pastel de bacalhau) sem falar num delicioso chopp escuro.
O Robert, membro do IGE também aprecia a boa cozinha e não deixou de comprar diversos temperos e especiarias nossas como o coloral, o açafrão da terra, o cominho.. entre outras. 
O Brasil, principalmente São Paulo, possui uma riqueza sem fim de culturas, religiões, raças e acredito que eles curtiram cada momento. Não deixamos de visitar também o Parque do Ibirapuera onde havia uma exposição sobre artistas contemporâneos. A arquitetura de Oscar Niemeyer foi muito contemplada principalmente pelo Arquiteto do grupo (Robert) que fotografou tudo o que pode.
Esteve com o grupo, a Intercambista brasileira  Clarissa, O Sr. Zello a pedido do Co. Pires, o Co. Airton Ruiz (do Rotary SJCampos Satélite) . Só posso lhes dizer que foi um dia maravilhoso, desfrutar da companhia destes jovens profissionais.

Só temos a agradecer ao Co. Pires que recrutou  as famílias anfitriãs, ajudou na preparação do programa e acompanhou cada detalhe da estadia do Grupo em São José dos Campos.
Agradecemos também ao Co. Sidnei Rett que levou as bagagens dos integrantes do Grupo do IGE até Campos do Jordão, para participarem do evento: "Em Família"

Fotos do IGE (na República Tcheca e Eslováquia)

A Mulher no Rotary


No princípio Deus criou o céu e a terra. E a terra estava sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas. E Deus criou o homem à sua imagem; o criou a imagem de Deus; criou homem e mulher, pois o Senhor Deus, em sua infinita sabedoria disse “ Não é bom que o homem esteja só, eu lhe farei uma ajudadora, semelhante a ele”. E Deus viu tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom. (Gênesis). “E Deus criou a Mulher, e Ela foi feita da costela do homem, não dos pés para ser pisoteada, nem da cabeça para ser superior, se não do lado para ser igual, debaixo do braço para ser protegida e do lado do coração para ser amada."

Para a maioria dos 850 mil rotarianos que aderiram à organização a partir de janeiro de 1989, torna-se difícil imaginar Rotary Clubs sem mulheres. Naquele ano, o Conselho de Legislação promulgou a medida de admitir sócios de ambos os sexos. Dois anos antes, a Suprema Corte dos EUA havia pavimentado o caminho para a entrada de mulheres nos clubes norte-americanos. A exemplo do resto da sociedade, o Rotary estava em processo de mudança. Foi uma mudança tardia? Poucos hoje negariam esta evidência, mas sem esquecer que tardio foi também o movimento que proporcionou a igualdade dos sexos, que permitiu que mulheres seguissem profissões e conquistassem posições importantes, antes exclusivas do sexo masculino. Alcançadas essas vitórias, não havia mais razão para que mulheres não fossem admitidas em organizações como o Rotary, baseadas em atividades profissionais. Na mesma época, outras organizações semelhantes, como Kiwanis International e o Lions, passaram a contar com mulheres em suas fileiras.

“Acredito que a admissão de mulheres representa o maior impulso para o crescimento do Rotary, desde a fundação do primeiro clube internacional em Winnipeg, Canadá, em 1912,” afirma Samuel L. Greene, que presidiu a Comissão para o Desenvolvimento do Quadro Social e Retenção em 2004-05. “As mulheres não só contribuíram para o desenvolvimento do quadro social, como trouxeram uma nova injeção de ânimo para os Rotary Clubs, com suas idéias e entusiasmo.”

Alana Greene, vice-presidente da Comissão, EGD do distrito 5010 – Alasca, EUA; Território do Yukon, Canadá; e Rússia Oriental – diz que a admissão de mulheres no Rotary foi uma forma de “reconhecer que elas, atualmente, são parte integrante dos mais importantes círculos profissionais e de negócios da maioria das comunidades.” O Rotary conta, hoje, com mais de 140 mil mulheres, ou cerca de 12% do total do quadro social. “Não seria maravilhoso se cada uma dessas 140 mil mulheres pudesse trazer uma outra sócia? Teríamos, assim, 280 mil representantes do sexo feminino, e tudo o que elas têm a fazer é cumprir esta simples meta.”

Em 1995, oito mulheres representaram um marco para a entidade quando assumiram a governadoria de distritos. Uma cifra não-oficial dá conta de que 48 governadores desse período são mulheres, representando 16 países. Os mais expressivos líderes rotários estão plenamente engajados numa agressiva campanha pelo recrutamento de mulheres qualificadas, e dão o exemplo ao indicar mulheres para posições-chave na organização, em nível internacional. Elas merecem, acima de tudo, ter a oportunidade de progredir, por seus méritos próprios.

“Procuro sempre olhar para a pessoa mais qualificada para uma dada função, não importa o sexo,” diz o EPRI Glenn E. Estess Sr., que indicou Alana Bergh como vice-Presidente da Comissão de Desenvolvimento do Quadro Social, colocando-a para dirigir o painel em 2005-06. “Não acho que as mulheres devam ser escolhidas ou julgadas por critério de sexo, mas sim por suas qualificações.”

O EDRI e presidente da Fundação Rotária Brasileira José Alfredo Pretoni vem solicitando aos rotarianos brasileiros um esforço maior na arregimentação de novos sócios para a organização. “Precisamos crescer imediatamente 30% para continuarmos com uma cadeira no board do RI em caráter permanente. Isso não é impossível, pois enquanto perdemos 8.000 sócios em uma década, a Índia, em apenas um ano, conseguiu recrutar 45 mil”, declara essa autoridade rotária, acrescentando: “Pelo menos 30% das mulheres de rotarianos brasileiros – no nosso critério de classificação – poderiam fazer parte dos nossos RCs. Só aí teríamos mais de 15 mil novos companheiros”. O apelo de Pretoni ecoou primeiro e forte em sua família. Maria Magnólia Gomyde Pretoni, sua mulher, acaba de comandar a criação de uma nova unidade rotária, o RC de São Paulo-Nove de Julho, SP (D.4420) afilhado do RC de São Paulo-Novas Gerações, que recebeu a sua carta constitutiva no dia 02 de junho. Essa mulher decidida, fez surgir uma luz no DQS – Desenvolvimento do Quadro Social. Ela não só associou-se a um Rotary Clube, como fundou um novo Rotary, acrescentando mais uma estrela no Distrito 4420, bem como muitas estrelas em Rotary International.

Maria Magnólia diz: “Convido todas as pessoas de bem, incluindo os companheiros de todo o Brasil, a vir tomar um café da manhã conosco. Começamos agora, mas pensamos grande na prestação de serviços, na formação de uma base sólida de conhecimento sobre a nossa instituição, de união e amizade desinteressada, de um firme propósito de fazer a nossa parte na construção de um mundo mais feliz.”

Wayne Hearn, rotariano do Rotary eClub One, Distrito 5450, Denver, estado do Colorado, USA diz: “Temos que compreender e respeitar as culturas de todas os locais onde existem Rotary Clubs, e tomar o máximo cuidado para não forçar valores estranhos a outros povos,” A Co. Bergh, também doRotary eClub One, tem uma amiga num país em que as mulheres têm problemas em ser aceitas no Rotary. Ela me contou que isso ocorre agora, mas não acho que temos de abrir as cabeças dos outros a marteladas. O fato é que o sucesso acarreta outro sucesso, e este movimento prosseguirá à medida que mais e mais mulheres ingressem no Rotary, progridam em seus clubes, distritos e na liderança internacional. O próximo marco será a escolha de uma mulher para o Conselho Diretor do RI. “É somente uma questão de tempo, até que uma mulher ascenda a um posto de diretoria,”disse o EPRI Estess. E mesmo à presidência de Rotary International.”

É chegado o momento de darmos um novo e ousado passo, convidarmos mais e mais mulheres para os quadros de nossa Organização É um verdadeiro exército qualificado de voluntárias, animadas por um mesmo ideal.O ideal é um componente absolutamente essencial para valorizar todas as nossas ações.


Francisco Rolando Issa

Seminário da Fundação Rotária e Imagem Pública de Rotary

Sábado, dia 22 de outubro de 2011, estivemos em Volta Redonda, nas dependências da Câmara Municipal, para prestigiarmos mais um grande evento promovido pelo  Distrito 4600:
Seminário da Fundação Rotária e Imagem Pública de Rotary.


Os palestrantes do dia foram:
  1. Governador Marco A. de Toledo Piza- Presidente da Comissão Distrital da Fundação Rotária
    Tema: Projetos do Distrito 4600
  2. Governadora Thébis Cury - D 4590 - Assistente da Coordenação da Fundação Rotária das Zonas 22-A e 23-A
    Tema: Como elaborar Projetos com a Fundação Rotária e o Rotariano - Essência da Imagem do Rotary
  3. Companheiro Paraguaçu Tabajaras - Presidente da SubComissão Distrital da ABTRF
    Tema: ABTRF - Recursos e Contribuiçõas
  4. Co. José Lourenço Ares Costa - RC de Pindamonhangaba Princesa do Norte
    Tema: Redes Sociais - Como se comunicar
  5. Co. Rubens Stehling Sobrinho - Presidente da Comissão Distrital de Capacitação - Instrutor Distrital:  Tema: Mídia Espontânea - divulgando seu clube para crescer
Você sabe quais  as área de enfoques do Rotary para o Futuro?
Confira no link abaixo:
Da esquerda para a direita: Co. José Renato Peneluppi,  Co. Antonio Garcia Cabello, Ca. EGD Thébis Cury (distrito 4590), Co. João Batista Pires Filho

O que sabe sobre o Plano Visão de Futuro da Fundação Rotária?
Clique no link para conferir: http://www.rotary.org/RIdocuments/pt_pdf/fv_global_grants_sustainability_principles_pt.pdf

25o. RYLA do DISTRITO 4.600 - META CUMPRIDA


Nos dias 14 a 16 de outubro, de 2011, nas dependências da chácara Santa Eufrásia - Santa Branca - SP - realizou-se  25o. RYLA - Prêmio Rotário de Liderança Juvenil - Desenvolvendo a Liderança e abraçando a humanidade.
O Rotary São José dos Campos Satélite patrocinou a participação de  4 (quatro) jovens neste evento, no total de  125 inscritos. Com isto alcançamos mais uma meta do ano Rotário 2011/2012

Nossa Companheira Dulcinéa Peneluppi, diretora da Comissão de Novas Gerações, juntamente com sua filha  Daniela, acompanharam todo o evento que foi marcado por muita disciplina e trabalho conjunto. 
Parabéns aos Companheiros e Companheiras, de todos os Clubes de Rotary,  que contribuiram para o sucesso do Evento!


Fotos da Preparação do Evento do RYLA




Homenagem ao dia das Crianças

Sessão Cinema: filme RIO
O Rotary São José dos Campos Satélite, em conjunto com o Rotary São José dos Campos Jardim Paulista, realizou um lindo evento em prol das crianças e jovens do projeto ABREED (Associação Brasil Esporte e Educação) www.abreed.com.br
Dia 8/out/11 (sábado), na unidade da Fundhas do bairro Putim e dia 9/out/11 (domingo) no bairro Jardim São José II, estiveram reunidas ao todo 170 crianças. Na parte da manhã, participaram das atividades normais do projeto: Aulas de dança,  informática,  artes (desenho e trabalhos de pintura), ping pong e futebol para meninos e meninas.
Após o delicioso lanche, promovemos uma sessão cinema, com o filme RIO (da ararinha azul) com direito a pipoca e tudo. Após o filme, as crianças puderam escolher seu presente, dentre mais de 300 doações. Os brinquedos restantes serão doados na próxima semana no bairro D.Pedro, onde iniciou-se mais uma unidade do projeto ABREED.
O Co. Pires fez um breve, mais especial discurso para as crianças, na unidade do Putim, dizendo que elas podem, independente de sua origem humilde, serem alguém na vida. Para quem não sabe, o Co Pires teve uma infância muito humilde e hoje, como reconhecido Advogado, nos dá este exemplo de vida, de luta, amor e perseverança por dias melhores.

Momento de Patriotismo: Canto do Hino Nacional Brasileiro
Sem Hino Nacional, não seria a ABREED!

Nosso Tenente Coronel reformado da FAB,  como carinhosamente chamamos de Comandante e Companheiro Gilmar, deu um exemplo de solidariedade e amor as crianças do projeto, orquestrando o evento para que tudo acontecesse com plena harmonia e respeito. Hoje o projeto ABREED conta com uma equipe vários funcionários, colaboradores  e voluntários, apoiados pela iniciativa pública e privada.

Foto para a Revista Brasil Rotário
Cabe aqui uma homenagem  especial ao Co. Gilmar B. Nunes, que há 7 anos vem desenvolvendo este brilhante trabalho!  Criador e idealizador deste sonho, a ABREED é sem dúvida algo provido de inspiração Divina.  Só podemos acreditar que uma força maior capacita-o a realizar tamanho trabalho de doação e total entrega pela causa social e humanitária.  Seu ingresso no Rotary, direto como Presidente do RC SJCampos Jardim Paulista, é um  presente que nos foi dado e vem a somar, de encontro aos princípios de todos os Rotarianos: Dar de si antes de pensar em si.
O Interact de São José dos Campos também prestigiou nosso evento,
distribuindo doces e balas às crianças
Presentes doados pelos funcionários da EMBRAER
e pela família Medeiros (Rossan e Kelly), amigos do Rotary São José dos Campos Satélite











mais doações.... lindos presentes, com muita qualidade!




Pelo semblante, percebemos a satisfação de ter ganho um lindo presente
Esta boneca doada, novamente, faz outra criança feliz.
Obrigado a todos aqueles de bom coração, que nos faz ainda acreditar no ser humano!
Lindo presente! Parabéns pela escolha!
Eu também fecharia os olhos e abriria rápido para acreditar que não estava sonhando
Ei Luiz, está difícil escolher heim?

END POLIO NOW - Meta Cumprida!

É  com muita satisfação, em nome dos bravos Companheiros do Rotary São José dos Campos Satélite, que anunciamos o Cumprimento da Meta de US$ 2.000 para a campanha "END POLIO NOW"
E mais ainda, com a expressiva doação de US$ 1.000, da Empresa Cidadã:  DOTCELL, superamos nossa meta e atingimos a marca dos US$ 3.000
Como presidente do Rotary Club São José dos Campos Satélite gestão 2011/2012, não me canso de agradecer ao empenho, a determinação e elevado grau de espírito Rotário de todos os nossos Companheiros e Companheiras de nosso Clube.
Dedico especial agradecimento ao Presidente da Empresa DOTCELL por este gesto tão bonito que está salvando e ajudando preservar muitas vidas, livres da paralisia infantil.
Agradecimentos de presteza e colaboração dos Companheiros:
Celso Fontanelli - Gerente de Assuntos relacionados à administração do RI Brazil Office em São Paulo, e
Co. EGD José Luiz Fonseca, Coordenador do Comitê de Assessoramento do Programa EMPRESA CIDADÃ.

                                       Parabéns !!!!     Mais uma meta Cumprida!!!
Co José Renato Peneluppi: Diretor da Comissão da Fundação Rotária

CONHECENDO OS PROJETOS DA POLICIA MILITAR

Dia 20 de setembro, tivemos a honra de receber em nosso Clube, o palestrante Rodrigo Barra Dias, subcomandante da Polícial Militar de São José dos Campos (Zona Sul).
Quem não esteve presente realmente perdeu uma chance de conhecer este lindo trabalho da Polícia Militar em nossa Cidade.  
Em parceria com a Faculdade Anhanguera a PM dá aulas de Inglês, ensina Judô fomentando a disciplina, respeito e a cidadania. Para complementar, ainda ministra aulas de  Informática para crianças carentes, fornecendo até certificado de conclusão de curso.
No bairro Pinheirinho, os policiais estão visitando casas e cadastrando os moradores do acampamento sem-teto. A intenção é se aproximar da população e, principalmente, das crianças, agindo nos principais problemas sociais da região.Veja a reportagem no jornal: "O VALE"
O Tenente Rodrigo também nos explicou sobre o Projeto: Rede de Vizinhos Protegidos
Confira a reportagem da TV Band Vale, sobre a implantação do projeto no bairro Bosque dos Ipês:

Assista ao vídeo no YouTube

O Rotary Clube de São José dos Campos Satélite ofereceu parceria aos Projetos e ajudará a Polícia Militar na divulgação de tão relevantes serviços a comunidade Joseense.

Co. Gilberto (futuro presidente),     Tenente Rodrigo (Tenente da PM) e        Co. Airton (presidente atual)

Educação Complementar

Projeto Cultural " Um Olhar na Constituição"

Instituidor: Rotary Club São José dos Campos - Satélite
Comissão de Projetos do Clube

Finalidade: Desenvolver junto aos professores e diretores de escolas públicas o gosto pela leitura da Constituição da República Federativa do Brasil com vista a atender as diretrizes da educação nacional, às luzes da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e a discussão em sala de aula a necessidade do desenvolvimento pessoal do educando fundamentado no respeito, nas boas amizades, na ordem democrática e no bem comum - cidadania.

Destinatários: Professores e Diretores de Escolas Públicas


Introdução

Este projeto se ocupa inteiramente com o estudo crítico-construtivo das Constituições do Brasil, desde a fase imperial, e tem por base a análise sistemática dos direitos e garantias fundamentais previstas na Constituição de então até os dias atuais, no estudo inclui-se os reflexos sobre o Ato Institucional nº 5, editado após o movimento revolucionário de 1964.

A importância do tema - direitos e deveres e sua evolução desde os primórdios da instalação da República em 1981 até a nova ordem política, social e econômica implantada em 1988, visa instituir o hábito do envolvimento do profissional da educação na efetiva participação do processo de mudança, visto que até hoje muitas matérias previstas no texto constitucional pendem da ação do Poder Legislativo central.

Os trabalhos foram divididos em duas etapas, a primeira consiste na análise interpretativa do Titulo II, Capítulo I - Dos Direitos e deveres individuais, coletivos e difusos, artigo 5º, da CRFB. A segunda parte, por ser mais extensa, consiste no estudo dos demais capítulos que trata o título, e dependerá da elaboração de um projeto complementar.


O projeto nasce da vontade dos rotarianos filiados ao Rotary Club São José dos Campos - Satélite para atender ao Programa Estruturado de Rotary destinado às Novas Gerações de pessoas com idade entre 18 e 30 anos ante as suas necessidades fundamentais: valores humanos, liderança, saúde, educação e desenvolvimento pessoal.


O Rotary depende da ação dos rotarianos para a difusão de seus programas da da Fundação Rotária de Rotary International que disponibiliza anualmente milhares de dólares para a irradiação de seus programas culturais e humanitários em profunda contribuição para a construção de uma sociedade internacional estruturada nos valores essenciais: paz, compreensão, novas amizades, companheirismo e ética no exercício da vida pública e privada.


METODOLOGIA APLICADA

I - Análise da evolução dos direitos e garantias constitucionais desde a ordem pretérita até à nova ordem política, social e econômica, e busca de solução para o aprimoramento do sistema republicano diante das desigualdades e pluralismo de classes sociais;

Análise comparativa dos direitos e garantias fundamentais gerais e a função do Estado, com a inclusão do estudo sobre os pontos fortes e fracos originários do período autoritário que reinou durante 20 anos consecutivos.


II - Comparação da linguagem jurídica dos textos constitucionais

a) Art. 179, da Constituição do Império do Brasil, 1824; art. 72, da Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, 1891; art. 113; 122; 141, da Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, 1934, 1937 e 1946; art. 150, da Constituição do Brasil, 1967; Art. 5º, do Ato Institucional, nº 5;

b) Matéria regulamentadora e cláusulas pétreas.


III - Tempo mínimo para a apresentação:

70 min (dois tempos de 30 min) com intervalo de 10 min.

15 min (destinado a debates e considerações finais).


Referência bibliográfica

SEVERINO, Antonio Joaquim, Metodologia do trabalho cientifico. 21 ed. rev. ampl. São Paulo: Cortez Editora. 2000, 278 p.


CUNHA, Alexandre Sanches. Todas as constituições brasileiras. Campinas, Bookeseller. 2011. 577 p.

BULOS, Uadi Lammêgo. Constituição federal anotada. 5 ed. ver. e atual. até a Emenda Constitucional n. 39/2002. São Paulo: Saraiva. 2003. 1542 p.

Constituição da República Federativa do Brasil: promulgada em 5 de outubro de 1988 / obra coletiva de autoria da Editora Saraiva. 45 ed. atual. e ampl - São Paulo: Saraiva 2011. 441 p.

Manual de Procedimento do Rotary. Manual de referência para líderes do Rotary. ed. 2010. atual. e ampl. : Conselho de Legislação 2010. EUA. 307 p.
PROJETO CULTURAL “UM OLHAR NA CONSTITUIÇÃO”
Introdução
O Projeto visa com exclusividade o estudo crítico-construtivo das Constituições Brasileiras – dos direitos e garantias individuais, a começar da Constituição do Império do Brasil, promulgada em 25 de março de 1824 até a Constituição da República, promulgada em 5 de outubro de 1988, perpassando brevemente pelo Ato Institucional nº 5, 1968, resquício do regime autoritário adotado militarmente depois da Revolução de 1964.
A importância do tema visa refletir com os professores e diretores de escolas públicas o estágio do sistema Republicano deste a sua implantação em 1891, e a necessidade de elaboração de lei ordinária regulamentadora, uma vez que no texto constitucional existem vários dispositivos pendentes de regulamentação. A lei comum é de competência do Poder Legislativo central.
A primeira parte do trabalho compreende toda a matéria objeto do Título II – Dos Direitos e das Garantias Fundamentais, Capítulo I – Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos – art. 5º, da Constituição, e a segunda na elaboração de um projeto complementar em face da extensão dos temas constitucionais que tratam os demais capítulos do título.
A iniciativa deste projeto é genuinamente dos rotarianos associados ao Rotary, e filiados ao Rotary Club São José dos Campos – Satélite com vistas à inserção da cultura jurídica nas instituições de ensino com fundamento nas diretrizes da educação nacional.
O Rotary se realiza por meio da ação dos rotarianos na difusão de seus programas: filantrópicos, humanitários, educativos e assistenciais instituídos e mantidos pela corporação FUNDAÇÃO ROTÁRIA DE ROTARY INTERNATIONAL, com o propósito do fomento da compreensão e das relações de amizade entre os povos de diferentes países em proveito das Novas Gerações.
METODOLOGIA DO TRABALHO
I – Análise comparativa dos textos constitucionais
Breve análise da evolução dos direitos e garantias individuais, coletivos e difusos desde a promulgação da Constituição do Império do Brasil à Constituição da República Federativa do Brasil, e a necessidade do aprimoramento do sistema republicano haja vista as desigualdades sociais e o pluralismo de classes econômicas.
A primeira parte da programação consiste na análise comparativa de alguns dispositivos constitucionais adotados nas Cartas que antecedem à nova ordem jurídica, política e social de 1988. Na análise se inclui brevemente um olhar ao Ato Institucional nº 5, de 13 de dezembro de 1968 e sua ameaça aos direitos civis e ás garantias fundamentais gerais.
II – Comparação dos direitos individuais e coletivos desde a fase imperial
Análise interpretativa da:  Constituição do Império, 1824, art. 179; Constituição da República dos Estados Unidos do Brazil, 1891, art. 72; Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, 1934; art. 113; Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, 1937, art. 122; Constituição da República dos Estados Unidos do Brasil, 1946, art. 141; Constituição do Brasil, 1967, art. 150; Ato Institucional nº 5, art. 5º - suspensão dos direitos políticos e supressão do direito à liberdade plena;

Constituição de 1988 – falta de regulamentação de determinadas matérias e prevalência das cláusulas pétreas.
Referências Bibliográficas
SEVERINO, Antônio Joaquim. Metodologia do trabalho cientifico. 21 ed. rev. ampl. São Paulo: Cortez Editora. 2000.
278 p.
CUNHA, Alexandre Sanches. Todas as constituições brasileiras. Campinas: Bookseller. 2001. 577 p.
BULOS, Uadi Lammêgo. Constituição Federal anotada. 5 ed. ver e atual. até a Emenda Constitucional n. 39/2002,
São Paulo : Saraiva. 20031542 p.
Constituição da República Federativa do Brasil : promulgada em 5 de outubro de 1988 / obra coletiva de autoria da
Editora Saraiva. 45 ed. atual. e ampl – São Paulo : Saraiva. 2011 441 p. .